terça-feira, 16 de outubro de 2018

Gin Tônica é sucesso no Lado B - Campinas


Seguindo a tendência mundial e a febre nacional, o Bar Lado B lançou sua Carta de Gin Tônica (GyT) e fomos convidados a conhecê-la. A bebida que já passou por um período de quase esquecimento, hoje está em alta e é um dos cinco coquetéis mais pedidos em um bar. O drink é considerado um estilo e bebê-lo tornou-se um ritual, pois sua elaboração leva ingredientes botânicos muito aromáticos e com variedade de sabores levemente adstringentes, próprios do Gin, que resulta em um coquetel extremamente refrescante.

O bar

Segundo Caco Piccoli, um dos proprietários do Labo B, a casa pretende levar aos clientes, verdadeiras opções de Gin Tônica, feitas conforme os princípios da coquetelaria clássica.
A carta conta com oito drinques, é assinada pelo bartender Lemon Diez, que atua a 28 anos no ramo e traz a proposta de revisitar o clássico sem descaracterizá-lo, porém com uma leve interferência. “O clássico é preparado igualmente em todo mundo, catalogado pela IBA (Internacional Bar Association), então há um padrão. Se simplesmente misturar suco, xarope e fruta, deixa de ser um Gin Tônica clássico. O que eu fiz foi trazer uma nova experiência por meio de infusões e vaporizações sem mascarar a essência do gin e da tônica”, revela. Todos levam, por exemplo, a vaporização na finalização para acentuar aromas e sabores. São utilizados também, apenas rótulos de alta qualidade, como as linhas premium e superpremium, com graduações alcoólicas que variam de 40º a 47º, como Bulldog, Beefeater, Nordés, o brasileiro Amazzoni (Petro), entre outros.

O bartender Lemon Diez (de preto) e Caco Piccoli, um dos proprietários do Labo B 

Para harmonizar, Caco Picolli escolheu como ingrediente chave o pastrami, que é um embutido feito com carne bovina mantida em salmoura, mel, açúcar e alho, posteriormente defumada com sementes de coentro e pimenta preta.

Pastrami no laço de salsão grelhado,
gel de pimenta e gergelim

Iniciamos a noite com o Beefeater, uma infusão com mel, laranja confitada e desidratada, com vaporização de camomila. Harmonizado com pastrami no laço de salsão grelhado, gel de pimenta e gergelim.

Beefeater, infusão com mel, laranja confitada e desidratada, com vaporização de camomila

Na sequência provamos o Amazzoni, uma infusão com capim santo, guarnição de tangerina desidratada e vaporização com tangerina. Harmonizado com tomatinho turbinado envolto no pastrami com gengibre e cravo ao molho de limões.

Amazzoni, infusão com capim santo, guarnição de tangerina desidratada e vaporização com tangerina

Finalizando os drinques, nos deliciamos com o Nordés, sem infusão devido a complexidade do gin, com guarnição de manjericão basílico e vaporização de manjericão. Harmonizado com maça Smith dormida em gin e zimbro, envolta em pastrami.

Nordés, com guarnição de manjericão basílico e vaporização de manjericão

Maça Smith dormida em gin e zimbro,
envolta em pastrami

Para finalizar, foi servido um delicioso capeletti in brodo.

Capeletti in brodo

Podemos afirmar que o gin tônica veio para ficar e que nos próximos tempos, dificilmente outro drinque com destilado tomará seu lugar.

Conheça a Carta GyT do Lado B:

Beefeater
Infusão com mel e laranja desidratada
Vaporização com camomila

Beefeater 24
Infusão com cardamomo e pimenta-rosa
Vaporização da infusão com cardamomo

Bulldog
Infusão com hibisco e zimbo
Vaporização com zimbro

Gordon’s
Infusão com jasmim, casca de limão siciliano e carambola desidratada
Vaporização com jasmim

Tanqueray
Infusão com cascas de limão siciliano e alecrim
Vaporização com alecrim

Hendrick’s
Infusão com pepino e pétalas de rosas
Vaporização com água de rosas

Amazzoni
Infusão com capim santo e bitter de tangerina
Vaporização com mexerica


O Bar Lado B foi inaugurado em 2016 e caiu no gosto da galera, pois oferece cerveja artesanal, drinques exclusivos, música de qualidade e excelente cardápio. Sua decoração inspirada no mundo da música é belíssima e a programação musical de primeira, pode ser acompanhada pelo site do bar.



Bar Lado B - $$
Av. Albino José Barbosa de Oliveira, n° 1.240 - Barão Geraldo
Campinas - SP
Tel :(19) 3249-0015
www.barladob.com.br



quinta-feira, 4 de outubro de 2018

Casa das Bananadas - São Vicente SP


Estávamos fazendo uma caminhada em São Vicente, quando avistamos uma casa com um letreiro na fachada "Casa das Bananadas". Fomos até lá conhecer e ficamos surpresos com o que encontramos.
Ao entrar, fomos recebidos por uma elegante senhora, que se apresentou como proprietária. Muito simpática, perguntou de onde vínhamos e nos contou um pouco de sua história.

As gerações da Família Blume

A Casa das Bananadas existe desde 1921 e a receita de família faz muito sucesso entre os moradores da região e principalmente entre turistas, que vem de toda parte, inclusive do exterior. Dona Osnilda Blume tem 75 anos, nasceu e sempre residiu na casa onde é o comércio.

A simpática Dona Osnilda Blume

Nas paredes, apreciamos várias reportagens sobre a casa e a família.
O local é uma delícia, bem ao lado da Ponte Pênsil e com uma vista incrível para o Mar Pequeno. Mesinhas e sofás confortáveis, acomodam os clientes que podem degustar tranquilamente as iguarias e aproveitar a brisa fresca que ventila o salão, que de tão familiar, transmite a sensação de estarmos na casa da vovó.

Vista incrível para o Mar Pequeno

Ambiente muito agradável

A bananada é o carro-chefe da casa, que chega a vender 150 quilos por semana. Além da atração principal, há também uma grande variedade de doces, na verdade 36 opções, entre elas as cocadas branca e preta, doces de batata-roxa, mamão, abóbora (com ou sem coco), quindim, cajuzinho, queijadinha, sonho de valsa, e claro alguns doces feitos com banana, como banana-passa, banana coberta com chocolate, entre outras delícias, feitas com muito carinho.

As famosas bananadas


Dicas da Mi:
  • Bananada (vendida em barras de 3 tamanhos)
  • Banana com Cobertura de Chocolate
  • Quindim
  • Queijadinha
  • Cocada
  • Todos os doces da vitrine

Doces deliciosos e variados

Claro que provamos a famosa banana, que é muito gostosa e adoçada na medida. A vitrine de doces é simplesmente irresistível e até mesmo eu que não sou formiga, me rendi a vários deles. A cocada é cremosa e muito gostosa e o quindim, de comer de joelhos. A queijadinha é divina e o sonho de valsa também.

Doces cobertos de muito chocolate

Armário repleto de gostosuras

Os doces são realmente muito gostosos e garantimos uma boa parte deles, embrulhando para viagem.
Para completar, peça um cafezinho, que vai muito bem com os doces, a vista e o papo delicioso da Dona Osnilda.

Comprinhas

A Casa das Bananadas abre todos os dias da semana, das 8h às 19h, mas caso o cliente toque a campainha, Dona Osnilda estará sempre disponível para atendê-lo.
Conhecer a Casa das Bananadas foi uma grata surpresa, pois é um cantinho recheado de histórias e de sabores inesquecíveis.


Casa das Bananadas - $$
Av. Newton Prado, n° 49 - Morro dos Barbosas
São Vicente - SP
Tel (13) 3468-2705


quinta-feira, 27 de setembro de 2018

Aloha Poke Bowl - Paulínia


A Av. José Paulino na cidade de Paulínia, virou point dos Food Trucks. À noite, é bonito de ver a avenida iluminada, o movimento da galera e as mesinhas lotadas.
Já experimentamos algumas comidas, mas dessa vez, um carrinho todo florido e colorido nos chamou a atenção.
Fomos lá dar uma espiada e não resistimos ao Aloha Poke Bowl, especializado em comida havaiana, mais precisamente, o poke.
O poke virou febre no Brasil há alguns anos, mas a onda teve início no Havaí, na década de 60, quando os pescadores preparavam após a jornada de trabalho, um prato rústico com peixe cru cortado em cubos grandes, condimentado, com arroz japonês, servido em uma tigela. No dialeto local, poke significa “cortar em pedaços” e podemos dizer que a comida se assemelha ao temaki e ao ceviche (menos marinado). Para comer, são usados hashis.

Poke de salmão

Cada cliente monta seu poke, conforme sequência e opções no cardápio:
1° - Tamanho (médio ou grande)
2° - Uma base (gohan, arroz integral ou mix de salada)
3° - Uma proteína (salmão atum, saint peter, frango teriyaki, shimeji ou vegetariano)
4° - Três 3 acompanhamentos (avocado, cebola roxa, cebolinha, ervilha torta, tofu, kani kama, manga, pepino ou cenoura)
5° - Um 1 molho (clássico, ponzu cítrico, sweet chilli, tarê, maionese de wasabi, sweet chipotle)
6° - Três coberturas (tomate cereja, sunomono, gengibre, amêndoas, alga nori, chips de coco, chips de banana, chips wonton, skin ou cream cheese)

Poke de atum

Os peixes podem ser crus ou grelhados. Eu escolhi um poke de salmão e o maridão foi de atum. Adoramos nossas escolhas e a combinação estava muito saborosa.
O poke é uma ótima pedida para quem procura uma alimentação saudável.
Há também opções de sobremesa, como Hula Hula (pavê de abacaxi), Luau (banana com caramelo), Malia (mousse de limão), Haupia Havaiana (pudim de coco) e salada de frutas.
O atendimento foi muito gentil e feito no sistema de comprou, pagou.
O Aloha Poke Bowl está sempre na mesma avenida, a partir das 19h e é um sucesso.


Aloha Poke Bowl - $$
Av. José Paulino, n° 2345
Paulínia - SP
Tel (19) 99943-1753

sexta-feira, 21 de setembro de 2018

Festival Gastronômico de Primavera de Sousas e Joaquim Egídio - “Reciclando Sabores”



Acontece nesta sexta-feira (21), a abertura da
5ª edição do Festival Gastronômico de Primavera de
Sousas e Joaquim Egídio. 
O evento terá abertura no Cândido Ferreira, às 18h. 
Os restaurantes participantes oferecem menus completos por 
R$ 59,90 no período de 25 de setembro a 7 de outubro. 


Com o tema "Reciclando Sabores", serão utilizados talos e partes dos alimentos que normalmente não estão presentes em receitas. Os pratos serão vendidos a preços populares, que variam entre R$ 5 e R$ 20. O óleo e o lixo coletados nos três dias de evento serão destinados à reciclagem.
Na abertura do festival, a organização incentiva a doação de 1 kg de alimento não perecível para o Banco Municipal de Alimentos. Como nas edições anteriores, a Associação Cultural Educacional Social e Assistencial (Acesa) estará presente para a venda de sucos e refrigerantes, além de uma linha de produtos da Campanha Autismo Acesa.
A abertura é tão gostosa que vai durar três dias: 21 de setembro, a partir das 18h, e dias 22 e 23 – sábado e domingo – a partir das 11h, no Serviço de Saúde Cândido Ferreira, Sousas. O espaço tem sombras e árvores, ideal para o evento.

Fogão Mineiro


O restaurante Fogão Mineiro garante muito sabor ao Festival Gastronômico de Primavera, participando da abertura com o escondidinho de carne seca e o hambúrguer de linguiça, que além de deliciosos tem precinhos de R$ 15 e R$ 20. 

Nesses três dias, o Fogão Mineiro apresenta os seguintes pratos: escondidinho de carne seca, bem quentinho e que desmancha na boca, e um hambúrguer de linguiça simplesmente delicioso. Os preços são R$ 15,00 e R$ 20,00 respectivamente. 

Fogão Mineiro

Outros 12 restaurantes também fazem parte desta edição. Os três dias de abertura trazem, além da culinária, shows regionais e a feira de artesanatos “Vila das Artes”, com exposição e venda de produtos. Para a criançada, haverá um espaço kids.

O evento é organizado pela associação Adegas, com o apoio da Campinas e Região Convention & Visitors Bureau, da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico Social e de Turismo, da Secretaria de Cultura e também da Subprefeitura de Sousas e Joaquim Egídio.

Ainda para os dias 21, 22 e 23, a organização sugere a doação de 1 kg de alimento não perecível como ingresso. A arrecadação será destinada ao Banco Municipal de Alimentos, que abastece 119 entidades assistenciais de Campinas.
Após a abertura, o Festival continua nos estabelecimentos participantes entre 25 de setembro e 7 de outubro, com menu completo (entrada, prato principal e sobremesa) no valor fixo de R$ 59,90, somente no jantar. 


Atrações

Sexta (21)

18h - Dj Deddy
19h - Amigos do Samba
21h - Gato Manco (Rock)


Sábado (22)
11h30 - Zumba Aker
12h - Wagner Fatti
15h - Teatro Infantil
18h - Indigo Rock
20h - Homero Som
22h - Cappone Rock Band


Domingo (23)
12h - Duo Produto
13h - Marcílio Meneses
15h - Beto Sanches


O festival também conta com exposição e venda de produtos da feira de artesanatos "Vila das Artes", espaço kids e o projeto Inclusione, que visa à inclusão de adolescentes com necessidades especiais no mercado de trabalho.
Restaurantes participantes: 
  • 1700 Pizza Bar
  • Rotisserie Pasta Per Tutti
  • Chubby
  • Bar do Marcelino
  • El Tambo
  • Ricco Pane
  • Estação Marupiara
  • Assim Assim Assado
  • Fogão Mineiro
  • Vila Paraíso
  • Excelência Vinhos
  • Toca na Mangava


CARDÁPIO DA ABERTURA DOS RESTAURANTES PARTICIPANTES

1700 PIZZA BAR


Porção de crostini com molho (R$ 15), Pizza 1700 (R$ 20), Berinjela ao forno (R$ 20) e Pizza de chocolate (R$ 15)


ROTISSERIE PASTA PER TUTTI
Salada Santa Helena (R$ 15), Raviole de limão siciliano com molho sugo, branco, pesto ou fresco (R$ 20), Caponata com torradinhas (R$ 15), Crumble de maçã (R$ 5)


CHUBBY

Cheese burguer (R$ 10), Shrek – Vegetariano (R$ 15), Batata rústica (R$ 5), Mini Donuts com doce de leite – 2 unidades (R$ 5)


BAR DO MARCELINO
Dadinho de Tapioca com palmito pupunha (R$ 10), Lanche de carne seca com queijo coalho (R$ 15), Pimenta recheada (R$ 10), Manjar de coco com mel e flores (R$ 5)

EL TAMBO
Nachos com Chilli (R$ 20), Talharim saltado peruano (R$ 20), Mini churros com doce de leite (R$ 10)


RICCO PANE
Porção de mini coxinha cremosa (R$ 10), Lanche de cabidela gourmet (R$ 15), Porção de pastel semi folhado doce (R$ 10)


ESTAÇÃO MARUPIARA
Filé com risoto de queijo e goiaba (R$ 20), Sorvete de queijo e goiaba (R$ 10)


ASSIM ASSIM ASSADO
Porção de mini croquete de costela (R$ 20), Pastéis gourmet (R$ 15), Pudim de café (R$ 10)


FOGÃO MINEIRO
Escondidinho de carne seca (R$ 15), Lanche de hambúrguer de linguiça (R$ 20)


VILA PARAÍSO
Sanduíche de pernil no pão ciabatta (R$ 15), Canolli com mousse de caramelo (R$ 10)


EXCELÊNCIA VINHOS
Vinho importado (taça 200ml R$ 15), Vinho tinto ou Branco (copo 200ml R$ 12), Suco de uva casa madeira (copo 200ml R$ 8), Água com gás (R$ 5)

TOCA DA MANGAVA
Copo 300ml, Misty (R$ 8,00), Pretty Woman, Summer Time, Body & Soul, Little Darling ou Black Bird (R$ 10), 1961 (R$ 12)


ACESA CAPUAVA
Água sem gás (R$ 5), Refrigerante (R$ 5), Suco (R$ 5)



CARDÁPIO NOS RESTAURANTES PARTICIPANTES

VILA PARAÍSO


Entrada: queijo coalho com melado de cana e granola salgada.

Prato principal: quibe de peixe, acompanha salada de iogurte e pepino.

Sobremesa: rabanada com calda de laranja, frutas silvestres e gelatto de baunilha.


ESTAÇÃO MARUPIARA

Entrada: salada orgânica ao molho de uvaia e bruschetta de jabuticaba.
Prato principal: filé ao molho de cogumelos com risoto de pupunha ou manicaretti de jabuticaba.
Sobremesa: bolo de goiaba na xícara com sorvete de queijo.


1700 PIZZA BAR

Entrada: porção de crostini com cestinha de molho.
Prato principal: pizza broto 1700.
Sobremesa: banana ao forno.


FOGÃO MINEIRO

Entrada: suflê de alho poró.
Prato principal: camarão na moranga com Catupiry, arroz branco e batata assada.
Sobremesa: pé de moça caseiro.


ASSIM ASSIM ASSADO

Entrada: salada de rúcula, cebola roxa e tomate cereja.
Prato principal: risoto de parma com filé de costela ao molho de vinho.
Sobremesa: pudim de café.


BAR DO MARCELINO

Entrada: dadinho de tapioca com palmito pupunha.
Prato principal: carne seca acebolada com queijo coalho grelhado, arroz de coco e salsa brasileira.
Sobremesa: manjar de coco com calda de mel e flores.


COMBO ROTISSERIE PASTA PER TUTTI

De R$ 74 por R$ 59 – 500g de salada Santa Helena, 1kg de nhoque de batata, 500g de molho sugo e 100g de Parmesão.


COMBO CHUBBY
De R$ 73 por R$ 59 – 1 Big Boss, 1 especial do mês, 1 cheese burguer, 1 batata páprica e alecrim, 1 milk shake e 1 mini Donuts.


COMBO TOCA DA MANGAVA 

1 degustação de seis estilos (copo 200ml)
1 taça Toca da Mangava
1 garrafa de Little Darling



5º Festival Gastronômico de Primavera de Sousas e Joaquim Egídio
Abertura: 21, 22 e 23 de setembro
Local: Cândido Ferreira, em Sousas – Campinas/SP
Ingresso: 1 kg de alimento não perecível
Sexta-feira (21/9): das 18h às 23h
Sábado (22/9): das 11h às 23h
Domingo (23/9): das 11h às 17h

segunda-feira, 10 de setembro de 2018

Boteco do Pezão - Campinas


Conhecemos o Boteco do Pezão durante o Comida di Buteco deste ano e ficamos surpresos com a qualidade do boteco e também admirados por até então, nunca termos ido lá, afinal estão há 16 anos no mesmo endereço.
O boteco é o queridinho do bairro Santa Genebra e é frequentado por uma clientela fiel que torce pelo sucesso do local, pois ao longo dos anos, já passou por momentos bons e difíceis, mas nunca desanimou.

Mesas de bilhar

O ambiente é simples e bem familiar, com mesas na calçada bem convidativas. Aos fundos do bar, os clientes que gostam de jogar, se divertem nas mesas de bilhar.
Há uma agradável área interna com mesinhas e um outro espaço típico de boteco, perto do balcão. Na estufa, ficam expostas as apetitosas tortas da casa.

Estufa com as apetitosas tortas da casa

O cardápio é composto por pastéis, lanches, porções quentes e frias, salgados, tortas e acreditem, panquecas, servidas em 10 sabores, que em breve, voltaremos para provar.

O famoso Joelho do Pezão


Dicas da Mi:
  • Joelho do Pezão (pedaços de joelho de porco, cebola, azeitona preta, fritas e pãozinho)
  • Lanche Pernil da Casa (pernil, presunto, queijo, tomate e alface)
  • Lanche de Linguiça Capirinha (com queijo e vinagrete)
  • Carne Louca (lagarto acebolado com pãozinho)
  • Frango a Passarinho
  • Torta de Frango (pedaço)

Lanche Pernil da Casa

Aproveitamos para repetir o petisco que concorreu no CdB, o Joelho do Pezão, que foi servido em
porção generosa e muito bem apresentada. A carne estava macia e muito saborosa. Comemos lanches e também tortas, tudo estava preparado com muito capricho.

Torta de palmito e de frango

Para beber, há cervejas de várias marcas, caipirinhas, cachaças, sucos refrigerantes. Escolhemos a Heineken, que estava trincando de gelada.
O atendimento é muito bom, feito por alguns garçons e reforçado pela família. À frente do boteco está Heraldo Pereira, o Pezão, que recebe a todos com um super sorriso e muita simpatia. Sua esposa Edna, é a responsável pela cozinha e criadora de vários quitutes.
O boteco funciona de segunda a sexta-feira, das 15h30 à 0h e de sábado, das 11h às 21h.
Classifico o Boteco do Pezão como aquele típico boteco acolhedor de bairro, que cativa seus clientes desde a primeira visita.



Boteco do Pezão - $$
Rua Evaristo da Veiga, n° 111 - Jardim Santa Genebra

sexta-feira, 31 de agosto de 2018

Castelo de Aleppo - Campinas


Durante uma caminhada pelo Cambuí, um letreiro na fachada simples de uma casa me chamou a atenção, pois muitos amigos já tinham de falado (muito bem) desse restaurante, o Castelo de Aleppo.
Lá estávamos nós, na hora certa e no lugar certo, pois era exatamente horário de almoço e então, entramos para finalmente conhecê-lo.

Buffet com delícias sírias

Com uma decoração simples e temática, o restaurante foi inaugurado no final do ano de 2014. Especializado em comida árabe, está sob o comando de uma família de refugiados da Síria, que trouxe consigo, o delicioso tempero e tradições de sua culinária. A família residia em Aleppo, conhecida como "a cidade mais bonita e elegante do mundo", que infelizmente foi resumida a ruínas durante a guerra civil. Aleppo é a segunda maior cidade da Síria e está localizada a 350 km da capital Damasco.

Excelente variedade

O nome escolhido para o restaurante da família, foi uma homenagem a um dos maiores e mais antigos castelos do mundo e que faz parte da Cidade Antiga de Aleppo, classificada em 1986, como Patrimônio Mundial da Humanidade.

Esfihas

Na ocasião em que estivemos presentes, o sistema era self service (por quilo ou à vontade) e as comidas dispostas no buffet estavam de babar. Servida em uma boa variedade, havia tabule, homus, falafel, esfiha de carne, de vegetais e de legumes, mjadra, arroz sírio (com aletria), charutinho de repolho e de folha de uva, batatas, chakrie, batatas, pães, entre muitas outras delícias.

Falafel e esfihas

Dicas da Mi:
  • Kibe Frito
  • Kibe Assado
  • Mjadra (arroz com lentilhas e cebola frita)
  • Chakrie (fraldinha cozida na coalhada fresca)
  • Esfiha de Carne
Provando as maravilhas da família Zinou

Comemos de tudo um pouco e nos deleitamos. Tanto os pratos frios como os quentes, possuíam o sabor típico do tempero sírio, mas nada muito forte, e sim, leves e saborosos.

Mais opções

O bom do self service é que pudemos comer aos poucos e repetir aquilo que mais apreciamos.
De segunda a quinta-feira, são servidos o prato feito vegetariano ou com carne e de sexta a domingo, o sistema é self service, como provamos.

Doces tradicionais

Para encerrar, recomendamos provar os doces árabes, um mais gostoso que o outro. Comemos o famoso baklawa, um folhado árabe, recheado de nozes e damascos.

Delicioso Baklawa

No local, há um espaço com produtos árabes à venda, ótimo para levar um pouquinho dessa rica cultura para casa ou até mesmo presentear um amigo.

Produtos árabes à venda

No balcão, controlando a balança e o caixa, está o sr. Suhib Zinou, que com seu forte sotaque, me explicou alguns pratos que eu não havia identificado, como um frango com legumes, por exemplo. À frente da cozinha está sua esposa Chaza Alturkmani.

Mais esfihas

Quando chegaram ao Brasil em 2014, o casal e seus três filhos, optaram por abrir um restaurante porque, na visão deles, a dificuldade do idioma até então desconhecido, seria menor se trabalhassem com comida. Para eles a mudança foi drástica, pois ele é engenheiro civil e ela, era proprietária de uma agência de turismo. Agora são donos de restaurante e especializados em comida síria. Mesmo sentindo saudades da Síria, consideram o Brasil sua segunda pátria.

Kibe frito e assado

Desejamos muito sucesso e paz a essa família batalhadora e convidamos a todos para conhecer as delícias da Síria servidas no Castelo de Aleppo.

#Believe_in_Aleppo



Restaurante Castelo de Aleppo - $$
Rua Conceição, n° 511 - Centro
Campinas - SP
Tel (19) 2517-2156